Refugiados Criticam Dinheiro E Casas Que Recebem Em Portugal! CHOCANTE!

loading...

Num acto de enorme ingratidão, vários refugiados estão revoltados com os subsídios e as casas que lhe foram oferecidas em Portugal. Eles dizem que as condições de vida em Portugal são péssimas e que estão desiludidos com o Estado português.

Numa reportagem realizada pela rádio “Antena 1”, três refugiados mostram estar profundamente decepcionados pelas condições oferecidas por Portugal. Há poucas semanas num país que continua vivendo uma enorme crise económica, os refugiados dizem que as condições de vida em Portugal são péssimas e que estão desiludidos com o Estado português. Afirmam também que três famílias com crianças já foram embora de Portugal, por falta de condições de vida. “Mais vale ir para a Alemanha, aqui ajudam um pouco no início e depois somos abandonados”, disse um dos refugiados indignado.

“Não há responsabilidade, ninguém quer saber, nem sequer temos trabalho. Só nos dão o mínimo de apoio, é uma vergonha. Não temos dignidade nenhuma, há três semanas fugiram três famílias, com crianças.”, confessou um dos refugiados que está muito indignado com Portugal, em entrevista à “Antena 1”. Essas palavras com certeza caíram mal a milhões de portugueses que trabalham também para ajudar os refugiados da Guerra na Síria.

Loading...

Com os atentados em Paris e com toda a Europa em alerta, a imagem dos refugiados têm sido um pouco prejudicada e, juntando isso a este descontentamento demonstrado pelos países que os estão receber de braços abertos, as suas situações podem piorar bastante nos próximos meses. Tal como a maioria dos países europeus, Portugal vai continuar a receber novos refugiados, porém essa humilhação para com os sacrifícios de todos os portugueses, que estão a ajudar o melhor que podem, pode fazer com que eles sejam cada vez mais, pior recebidos e menos apoiados.

Gosta desta página -->
refugiados-querem-fugir-de-portugal_501351

Gosta da nossa página no Facebook


loading...
loading...
Loading...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *